Close Menu

Evento Horizonte – O Início

Data: 22/05/2017 Autor: Rodrigo Rezende Visualizações: 188

Evento Horizonte

O Início

Está escuro, aliás, ainda não conheço cores. Escuto um ritmo, uma melodia, um som que define minhas emoções. Ainda não compreendo o que é este ritmo, ainda não sei o que é som mas gosto desta presença. Me sinto, me movimento, sei que existo. Meu mundo é muito pequeno, um pequeno recanto onde mau posso me movimentar, mas tem seu conforto. Neste momento me questiono, para onde irei? Será que existirá algo diferente do que ocorre? Será que conhecerei o desconhecido? Será que haverá luz nesta escuridão?

    Algo acontece, o ritmo mudou, as batidas aceleraram, estou me agitando mas ainda não compreendo o que ocorre lá fora. Que angústia! Começo a esticar minhas pernas e empurrar meus limites, forçando-os na esperança de atingir meu doce e calmo ritmo. Sou movido por uma frequência, um som, uma pulsação. Escuto sons externos, me sinto bem com uns mais frequentes. O que seriam? Que mistério estão além destas paredes?

Será que existirá vida lá fora? Ou terminarei minha jornada nesta limitada escuridão? Esperem, algo está acontecendo, vejo uma luz, meu horizonte se abriu, vejo uma saída. Não acredito! Estão me levando, sinto medo, grito! A luz é intensa, não consigo enxergar, me sinto estranho, algo me carrega… O ritmo, a melodia voltou, estou calmo, feliz., existe algo familiar nesta dolorosa experiência. O medo passou, sinto-me nesta temperatura, ouvindo este ritmo, estas vozes. Abro meus olhos e… Não acredito! Estou em outra dimensão! O que é isso? Cores, sons, movimentos, seres, formas gigantes, minúsculas…

É verdade, que emoção, existe vida lá fora. Me raptaram para um mundo imenso de aprendizado, rico de experiências, sentimentos. Acabei de romper uma barreira, um evento horizonte, uma mudança dimensional.

Sou uma criança. Meu mundo mudou completamente mas existe algo do velho mundo que me dá segurança, felicidade, é o ritmo, as batidas do coração desta incrível mulher, que ao me abraçar me recorda minha origem, minha criadora. Surge um novo Universo à minha frente, repleto de expectativa, de informação, uma eterna caminhada na busca de novos horizontes.

Todos temos a mesma origem, todos atravessaram este Evento Horizonte. Mas seria este o primeiro? Será o último? Iremos analisar de fora, seremos uma perspectiva externa à experiência de nascer na Terra e buscar novas aventuras, um romance, um drama, um sonho neste lindo e difícil Planeta Azul.

Sejam todos bem vindos à esta viagem do pensar onde observaremos nosso horizonte de uma perspectiva livre de esteriótipos, dogmas e culturas. Não discutiremos a verdade absoluta, afinal, será que ela existe? Observaremos, simplesmente, observaremos. Esta obra é uma viagem no tempo, voltaremos às nossas origens, reavaliando nosso aprendizado e seremos conduzidos a uma viagem inter dimensional, um preparo ao nosso próximo Evento Horizonte.

Por Rodrigo Rezende